Diário de bordo Amazônia

Dia 02

Ilha do Marajó

Na segunda pela manhã, bem cedo, estávamos no porto, João e eu, aguardando o embarque rumo à Ilha do Marajó. Estava super ansiosa.

 

Foram meses conversando por telefone e alinhando os detalhes do lançamento da estampa Marajoara.

 

Queria muito conhecer pessoalmente as pessoas por trás daquela arte e do projeto social tão bonitos.

 

20210921_082306.jpg
20210921_082306.jpg

Atêlie Arte Mangue Marajó

Chegando no Ateliê Arte Mangue Marajó, conhecemos o casal Ronaldo e Cilene, que nos receberam de braços abertos.

 

Pessoas de fala tranquila, com ideias tão transformadoras que o papo fluiu como se nos conhecêssemos há anos.

O Artesanato mudou a vida de várias famílias na região

Conversamos sobre a arte amazônica, sobre o processo de desenvolvimento da cerâmica e sobre a vida na Ilha.

 

Nos contaram o quanto o artesanato mudou a vida de várias famílias na região e trouxe independência, principalmente para as mulheres. 

Também compartilhamos nossas angústias em relação a destruição ambiental e o quanto eles, mesmo morando naquele pedacinho do paraíso, sentem os impactos negativos.

Entre uma conversa e outra, Ronaldo cuidava da horta que cultiva nos fundos do ateliê e dividimos nossos sonhos e projetos para o futuro.

img-diario-artesanato.jpg

Marajoara

Conhecê-los fez com que a vontade de ver essa coleção ganhando o mundo fosse ainda maior.

 

Poder levar a arte e a filosofia de vida do Ronaldo e da Cilene através dos acessórios simplesmente nos encanta.

Cachorreiros Marajó COR-12.jpg

Não é apenas uma estampa, é uma história de vida, é a história de uma arte milenar, que será contada através de cada produto.

ilha do Marajó - pa

Voltando para Belém, foram 4 horas de barco em que viemos em silêncio, contemplando o rio e refletindo sobre o tanto que aprendemos.

 

Sentei na última fileira de bancos do navio, com uma vista privilegiada para o Rio Amazonas e comecei a escrever este diário.

Chegamos a noite no Terminal Hidroviário de Belém, cansados, mas com o coração transbordando de alegria.

Chegamos a noite no Terminal Hidroviário de Belém, cansados, mas com o coração transbordando de alegria.

Agora é descansar e partir para a Ilha do Combú

LOGO_LETTER_CACHORREIROS.png